quinta-feira, 16 de junho de 2011

MÃE TERRA

MÃE TERRA
de Yannina Farias (ydfarias@uc.cl)
09 de junho de 2011
Por Beni de la Luna



Eu sou a Mãe Terra e venho dar uma mensagem à humanidade.

Peço desculpa a meus filhos terráqueos por todos os incômodos que vou lhes causar e pelos que já estou causando, mas é necessário que eu me limpe e me purifique para poder ascender.

Eu lhes peço que somente me envolvam com amor, com luz e com boas ações, nada mais do que isso, mas não impeçam que eu me purifique através dos elementos.

Filhos, eu tenho que me purificar, é uma ordem divina.

Vocês também devem fazê-lo para que juntos passemos à quinta dimensão, juntos façamos a mudança, a mudança que é de luz, amor e bondade, aonde chegarão todos o que me amam, que amam tudo que há sobre mim: amam as árvores, amam todos os tipos de vegetação, amam os animaizinhos, amam os rios e águas e não os destroem porque sabem que isso me prejudica.

Não ocupem a água em coisas tóxicas, nem façam mau uso dela porque me prejudicam.

Já me prejudicaram tanto que por isso agora estou me limpando.

Todo aquele que me ama e está em luz, abençoado será pelo Pai porque está me ajudando em minha purificação.

Escutem meu pulsar, filhos, escutem meu canto, como têm ouvido meu pranto, escutem sempre.

Todo aquele que se concentra comigo, me escuta e me sente, sente minha energia, sente meu pulsar, sente minha dor.

Estou me purificando para voltar a receber todos aqueles filhos que comigo acenderão e voltarão a viver em um paraíso, porque para isso irei me preparar.

Filhos, eu os previno que terei um tremor muito grande, uma mudança total e todo aquele que não estiver preparado, sofrerá mais.

É necessário eu fazer essa mudança.

Sei que irão sofrer, mas toda mudança às vezes produz sofrimento.

Filhos amados, eu pararei por alguns dias em minha rotação para voltar a rotar inversamente e essa será a grande mudança que haverá na minha superfície.

Por essa razão eu os previno para que estejam atentos.

Antes disto ocorrer, eu cantarei para que todo ouvido me escute e se conecte com o Pai e tenha a graça de Deus.

Filhos amados, eu os amo demais.

Muitas vezes eu os chamei, muitas mensagens através de muitos canais eu dei ao mundo, mas não me escutaram e seguiram vivendo sempre igual.

Minha energia e meu amor agora os envolvem, porque eu amo e abrigo vocês.

Perdoem-me, filhos queridos, por todos os inconvenientes que vocês terão.

Amem, amem toda a criação do Pai.

Eu estarei protegendo vocês e mandando energia para sustentá-los, para elevá-los se for necessário.

Mas não temam porque o amor não destrói, o amor constrói, o amor une e não desune.

Pelo amor que tenho por vocês mando esta mensagem.

Estejam sempre conectados com o Pai e tudo lhes será mais fácil.

As águas terminarão de lavar minha superfície, tirando as toxinas e tudo o que o homem me pôs.

Filhos, orem e orem, amem muito a Deus - o Pai - e tudo o que Ele criou.

Tenham a humildade de reconhecerem que me prejudicaram e peçam perdão ao Pai.

Eu sou sua mãe que os tem abrigado por anos e alimentado por milhões de anos, agora quando eu parar, terei que ficar sem vocês até que me recupere e fique bonita de novo, mas não mais em terceira dimensão e sim na quinta, porque esse é um presente que o Pai me deu para que eu ascenda.

Purifiquem sua alma, purifiquem seu corpo para que possam ascender.

Não tentem deter a energia que sai pelos vulcões com orações, porque não devem fazer isso, ou as avalanches de água, também não tentem deter.

Filhos, eu estou em vocês.

Adiei por muito tempo minha mudança pelo amor que tenho por vocês, mas agora não há mais adiamento, é agora.

Todo aquele que está trabalhando com meu coração cristalino sentirá com maior nitidez o meu canto.

Todo aquele que se consagrou a mim, a trabalhar por mim é bem amado por meu coração e estou muito agradecida a todos aqueles filhos que me amam desta forma.

Muitos consagraram sua vida para me ajudar, para impedir que destruam os rios com grandes represas prejudicando-me e prejudicando a criação do Pai, mas continuam me destruindo, tirando-me minerais, perfurando meu corpo e isto me dói.

Queridos filhos, despeço-me de vocês.

Meu amor ficará em seus corações, em seus corpos.

Quando pisarem em minha superfície, sentirão minha energia e o pulsar do meu coração.

Adeus, queridos filhos.


Obs.: discernimento
Fonte: http://escritores-canalizadores.blogspot.com/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

Um comentário:

  1. Olá,

    somos da assessoria de comunicação de um grupo de artesãos que desenvolvem objetos para ajudar no alívio do stress, na prática da meditação ou simplesmente no passatempo, como japamalas, masbahas e kombolóis. Gostaríamos de convidá-l@ para uma visita em nosso blog e em nossa página no Facebook:

    http://maosocupadas.blogspot.com

    Um abraço,
    Ahow! Comunicação

    ResponderExcluir

Agradecemos por seu comentário.
Comentários enviados anonimamente não serão publicados.
SINTESE